Cirurgia refrativa: entenda como funciona o procedimento que visa extinguir uso de óculos

Postado em: 16/03/2022 ás 10:20 AM / Categorias: Notícias / Nenhum Comentário /

É comum encontrar pessoas usando óculos por causa de problemas como miopia, hipermetropia e astigmatismo. Esses são os chamados erros refrativos, ou seja, alterações que ocorrem quando a luz que entra nos olhos não chega de forma nítida à retina causando dificuldades para enxergar, seja de perto ou de longe. De acordo com dados globais da Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 35% da população mundial possui miopia, o dano mais comum, e em 2050, este número passará de 50%.

Para corrigir essas falhas na visão e retirar a dependência do uso dos óculos ou lentes de contato, existe a cirurgia refrativa, que consiste em reparar esses erros refrativos. Feito a laser, o procedimento é rápido e seguro. “A cirurgia refrativa é indicada pra todos os pacientes que tem dependência de uso de correção visual, seja com óculos ou lente de contato. O procedimento em si é muito simples, dura poucos segundos e é realizado com bastante segurança e efetividade”, esclarece Mateus Vilar, oftalmologista e especialista em cirurgia refrativa do Vilar Hospital de Olhos.

Foi o caso da servidora pública, Larissa Lopes, de 36 anos, que realizou o procedimento há 5 anos e relata melhorias em todos os aspectos da vida. “Eu era dependente totalmente dos óculos há 20 anos e possuía 5 graus de miopia nos dois olhos. Eu não conseguia mais me enxergar de forma nítida no espelho, por isso, eu tinha dificuldades até para me maquiar”, conta Larissa, que descreve ainda um ótimo pós-operatório. “A cirurgia durou poucos minutos e já saí de lá enxergando coisas de longe. Não senti nada no processo e o resultado foi muito rápido. Hoje, a minha visão é perfeita. Foi uma mudança de vida sem precedentes, que recomendo pra todos”.

Para realizar a cirurgia, alguns procedimentos são necessários. “Antes de realizar qualquer cirurgia refrativa, é importante procurar um oftalmologista para realizar um exame completo que avalie tanto a saúde ocular quanto do paciente como um todo. É preciso determinar o grau correto, avaliar toda a estrutura ocular, a córnea, o cristalino e a retina. Só após uma avaliação desse tipo é possível indicar ou contraindicar a cirurgia refrativa e escolher qual técnica deve ser realizada”, explica o oftalmologista, Mateus Vilar.

Procedimento indolor e pós-operatório requer cuidados simples

O especialista destaca ainda que a intervenção pode ser realizada nos dois olhos no mesmo dia e não causa dores. Além disso, precisa de anestesia com o uso de colírios anestésicos durante o procedimento e é recomendado o uso de analgésicos orais caso o paciente tenha algum desconforto. “Com as novas técnicas, o incômodo pós-operatório diminuiu bastante e melhoraram muito o conforto após a cirurgia. Poucos pacientes sentem incômodo após o procedimento”, ressalta o médico.

O repouso pós-operatório requer alguns cuidados. O oftalmologista informa que o paciente já consegue enxergar e fazer atividades do dia a dia mais leves e recomenda que o paciente tenha cinco dias de repouso mais intenso, evite exposição ao sol, calor e muito vento.

“É importante ter consciência de que a cirurgia refrativa a laser é muito precisa e muito segura e tem que ser feita realmente com todos os cuidados pra que se torne uma cirurgia efetiva e de bons resultados. Por isso, é fundamental conversar com oftalmologista”, finaliza o médico.

 

 

Comments are closed.

Open chat